10.5 Bondgirls Inesquecíveis

Compartilhe:

Aproveitando a estreia do novo 007, Spectre, as minhas Bondgirls favoritas.

10- Xenia Onatopp – 007 Contra GoldenEye

Interpretada pela sensacional Famke Janssen, Xenia é uma garota bem má e tinha uma maneira bem peculiar de matar suas vítimas.

9- Christmas Jones- 007- O Mundo não é o Bastante

Nessa época Denise Richards era musa desse que vos escreve e quantas doutoras em Física Atômica você já encontrou, ajudando a desmontar mísseis numa antiga base soviética no Cazaquistão, usando uma blusinha e um micro-short?

8- Anya Amasova- 007- O Espião que me Amava

Interpretada por Barbara Bach, a major Anya Amasova é uma agente da KGB que pretende matar James Bond por acreditar que ele é o assassino de seu amante, mas, claro, ela acaba se apaixonando por 007. Perde alguns pontos por ser uma espiã e ficar quietinha amarrada como qualquer donzela indefesa quase todo o clímax do filme.

7- Vesper Lynd- 007- Cassino Royale

Vesper Lynd é a primeira mulher por quem Bond se apaixona. Eva Green. Quem não?

6- Honey Rider- 007 Contra o Satânico Dr. No

nterpretada pela maravilhosa Ursula Andress , Honey Ryder é uma mergulhadora e colecionadora de conchas que se envolve com Bond e acaba capturada junto com ele pelo Dr. No, que assassinou seu (dela) pai. E nunca ninguém esqueceu a cena em que essa sereia sai do mar, cantando Under the Mango Tree.

5- Elektra King- 007- O Mundo Não é o Bastante

A belíssima Sophie Marceau interpreta uma das bondgirls mais interessantes de todos os filmes de Bond. Vale lembrar que Christopher Nolan chupinhou a relação dela e do vilão Renard (Robert Carlyle) em TDKR, com a diferença que o Bane ficava na friendzone. Poizé….

4- Condessa Teresa “Tracy” di Vincezo Bond – 007- A Serviço Secreto de Sua Majestade

Foi a única Bondgirl que chegou a se casar com o 007. O longa de 1969, único estrelado por George Lazenby, tem um final trágico e impactante, incomum nos filmes de 007. Pena que depois preferiram apostar na galhofa na fase Roger Moore. Ela foi Interpretada por Diana Rigg, que a galera mais nova conhece como Olena Tyrell em Game of Thrones.

3- Pussy Galore- 007 Contra Goldfinger

Pussy Galore é a líder de um grupo de aviadoras profissionais e aliada do vilão Auric Goldfinger, mas muda de lado e ajuda Bond a proteger a reserva de ouro de Fort Knox. Recentemente foi leiloada uma carta de Ian Fleming, o criador de James Bond, onde ele revela que a personagem de Honor Blackman era lésbica, mas foi “curada” pelo 007, vejam só. Poizé, eram anos 60, mas tem gente que prega esse lance de cura gay até hoje.

2- Pam Bouvier- 007- Permissão Para Matar

Perita em explosivos e armas, Pam trabalha como piloto free-lancer e informante da CIA. Nada satisfeita com o disfarce de secretária de James Bond, ajuda o 007 a destruir o barão das dorgas Sanchez e vingar o amigo Felix Leiter. Ao contrário das Bondgirls anteriores, Pam é destemida e de caráter independente…e eu fiquei um tempo apaixonado pela Carey Lowell (e olha que no mesmo filme tinha a Kitana Talisa Soto).

1-Wai lin- 007- O Amanhã Nunca Morre

Wai Lin foi interpretada por Michelle Yeoh. Michelle Yeoh, caramba! Lin é uma agente do Serviço Secreto Chinês inteligente, independente, perita em artes marciais… e…é a Michelle Yeoh, sem mais.

0.5- Mary Goodnight- 007 contra o homem com a pistola de ouro

Essa deve ser a pior agente do serviço britânico. Atrapalhada ao extremo, impossível não lembrar de Goodnight, vivida por Britt Ekland. A menina só fazia merda e o ápice é quando quase mata Bond ativando, sem querer, um laser, encostando o traseiro no acionador. Vai ver que foi o tempo em que esteve com o Inspetor Closeau…

Não foi sem querer, querendo.
The following two tabs change content below.

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Latest posts by Marc Tinoco (see all)

Compartilhe: