AS 10 MELHORES DA COLEÇÃO DE GRAPHIC NOVELS MARVEL

Espalhe!

A Coleção de Graphic Novels da Marvel da Salvat fez um enorme sucesso. Eu não comprei todas, mas adquiri algumas histórias que gostava, mas só tinha lido no formatinho ou mesmo nos mix da Panini e os clássicos imprescindíveis, que são obrigatórios pra mim ter nesse formato com capa dura e papel de qualidade (não teve jeito, comprei Eu, Wolverine pela terceira vez). Terminada a coleção, fiz uma lista com o que de melhor saiu na coleção.

10- Justiceiro: Bem-Vindo de volta Frank 1 e 2

Garth Ennis devolve Frank Castle ao básico e chuta para escanteio a ridícula fase em que o Justiceiro trabalhava para os anjos (Putz). Ação, violência, humor negro e altas maluquices, com a arte de Steve Dillon servindo bem ao propósito.

9- Capitão Britânia: Mundo Distorcido

Eu podia dizer que é Alan Moore e pronto. Mas, vamos lá…os Alans (Moore e Davis, que desenha) nos presenteiam com uma história bem viajada, com realidades paralelas e afins, que não te cansa em momento algum, como algumas histórias e mega sagas, que abusam da mesma receita, fariam depois. Moore sabe contar histórias, ele não te enrola. É um dos primeiros trabalhos do mago e você já ver ali o brilhantismo do autor dos futuros Monstro do Pântano e Watchmen.

8- Homem de Ferro: O Demônio na Garrafa

No segundo filme do ferroso testemunhamos apenas um pileque, mas aqui acompanhamos a luta de Tony Stark contra a mardita e todas as consequências de seus vícios, tratados de forma tão pueris no cinema. Parabéns a David Michelinie, que eu conheci pelos roteiros meia-boca que escreveu pro Aranha ali pela época do Todd McFarlane. A arte é do Romitinha, que dispensa comentários.

7- Eu, Wolverine

Essa aqui tenho no formatinho da Abril e num especial da Panini,mas não resisti a nova publicação com a capa original. Wolverine, Japão, ninjas…a dupla Chris Claremont e Frank Miller são os responsáveis por essa que é uma das duas grandes histórias estrelada pelo nanico. Roteiro amarradinho com aquele estilo inconfundível de Miller de desenhar aventuras inspiradas no oriente. Os dois elaboram aqui uma das facetas que eu mais gosto do Wolverine. Foi adaptado pro cinema no segundo filme solo do carcaju, que não vi até hoje.

6- Doutor Estranho: O Juramento

Se você não conhece o Doutor Estranho e quer se preparar para o filme com o Benedito, O Juramento é uma boa porta de entrada. Na verdade, os responsáveis pelo filme deveriam consultar esse material. Bom humor mesclado a momentos dramáticos, uma boa dose de fantasia necessária ao personagem, um romance bem inserido na trama, que vai direto ao ponto e em nenhum momento soa pretensiosa. Vale destacar a arte muito foda de Marcos Martin, emulando o artista clássico do personagem, Steve Ditko.

5- Homem-Aranha: A Última Caçada de Kraven

J. M. DeMatteis escreve e Mike Zeck ilustra uma das melhores histórias do aracnídeo. Uma narrativa que prende a atenção, mostrando toda a obsessão de Kraven para provar ao seu inimigo (e também a ele próprio) que é superior (chupa Dan Slott).

4- Wolverine: Arma X

Com roteiro e arte espetacular do faz-tudo Barry Windsor Smith, acompanhamos a transformação de Wolverine no projeto Arma X em uma narrativa envolvente e surpreendente. Uma das melhores histórias do mutante com garras de adamantium que ganhou uma adaptação risível para as telonas.

3- Os Fabulosos X-Men: A Saga da Fênix Negra

A formação mais foda dos X-Men em uma de suas histórias essenciais. Já foi adaptada com brilhantismo no desenho animado dos anos 90 e de forma bisonha pelo cinema. A saga que mostra Jean Grey corrompida pelos poderes da entidade Fênix consagrou a dupla Chris Claremont e John Byrne e continua sendo um dos momentos mais emocionantes e dramáticos da história dos mutantes. Vale muito a pena ter, apesar do retoque malfeito na capa nacional que transformou o Wolverine no pirata da perna de pau.

2- Marvels

O Universo Marvel através das lentes de Phil Sheldon, um fotógrafo do Clarim Diário. Como as pessoas normais veem os heróis, vilões e etc a sua volta? Escrita por Kurt Busiek e com a arte estupenda de Alex Ross, tratar-se de uma verdadeira homenagem aos primórdios do Universo Marvel.

1- Demolidor: A Queda de Murdock

Um grande clássico da Marvel e responsável por transformar o Demolidor num dos personagens mais cultuados da editora. Frank Miller surpreende ao destruir Matt Murdock física e emocionalmente, de maneira brutal, e tornar o Rei do Crime num dos vilões mais cerebrais e cruéis dos quadrinhos. Roteiro impecável de Frank Miller e a arte espetacular de David Mazzuchelli fizeram de A Queda de Murdock um marco na história de super-heróis copiado até hoje, seja nos quadrinhos ou no cinema (vide o HdF3 e TDKR). Indispensável para fãs do Demolidor e de HQ’s.

Também vale muito a pena:

Thor:: O Último Viking, Guerras Secretas parte 1 e 2, O Incrível Hulk: Gritos Silenciosos, Demolidor: Diabo da Guarda, Novos X-Men: E de Extinção, Novos X-Men: Imperial, Homem-Aranha: Azul, Capitão América: O Novo Pacto, Os Supremos: Super-humano, Os Supremos: Segurança Nacional, Quarteto Fantástico: Inconcebível, Quarteto Fantástico: Ações Autoritárias, 1602, Vingadores: a Queda, Mulher-Hulk: Mulher Solteira Procura, X-Men: Superdotados, Pantera Negra: Quem é o Pantera Negra, Motoqueiro Fantasma: Estrada para a Danação, Homem de Ferro; Extremis, Capitão América: Tempo Esgotado, Capitão América: O Soldado Invernal, O Incrível Hulk: Planeta Hulk parte 1 e 2, Guerra Civil,Quarteto Fantástico: O Fim, Thor: O Renascer dos Deuses, Eternos, Capitão América: a Escolha.

Marromenos

Homem-Aranha: O Nascimento de Venom, Thor: Em Busca dos Deuses, Ultimate Homem-Aranha: Poder e Responsabilidade, O Espetacular Homem-Aranha: De Volta ao Lar, , Wolverine: Origem, X-Men: Perigoso, Dinastia M, Os Novos Vingadores: Motim, Hulk Contra o Mundo, Wolverine: O Velho Logan

Para forrar a lixeira, que eu sou ricaaaaa:

Guerra Secreta, Zumbis Marvel (na verdade, essas foram uma das poucas que nem comprei uma vez que já tinha lido essas merdas quando saíram pela Panini).

Vale dizer que a Salvat já confirmou a extensão da coleção. Serão mais 60 encadernados e o mais foda é que dessa vez serão 20 encadernados com material recente e 40 com material clássico! Minha principal bronca com a primeira coleção (já que eu cago pra lombada) era que havia pouco material da fase clássica da Casa das Ideias. Do material recente comprarei pouca coisa ou nada, mas quero TODOS os clássicos. Confira a lista completa no Submundo


Espalhe!

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *