25 Cenas Improvisadas no Cinema

Espalhe!
Tanto no teatro, quanto no cinema, o improviso é bastante comum. O curioso é quando uma cena que não estava no roteiro, acaba tornando-se marcante ou até mesmo clássica. Separei algumas histórias interessantes, confira aí:
 

Zoolander 

 
Na cena, o ex-modelo J.P. Prewitt (David Duchovny) tenta explicar a conspiração envolvendo a indústria da moda e assassinatos de políticos para Derek Zoolander (Ben Stiller), que pergunta “Por que modelos masculinos?”. Após Prewitt dar uma longa resposta, Zoolander volta a perguntar: “Por que modelos masculinos?”. Stiller havia esquecido a sua fala e por isso apenas repetiu a fala anterior e Duchovny improvisou: “Tá de sacanagem, cara? Eu te falei isso, tipo, agora!”. A cena acabou reforçando o quanto Zoolander era um tremendo idiota
 

 

Uma Linda Mulher 

 
Na famosa cena da comédia romântica, Richard Gere presenteia  Julia Roberts com um colar de diamantes. Quando Roberts está para tocar o colar, Gere resolveu brincar com a atriz, fechando a tampa da caixa em seus dedos, a reação é aquela gargalhada característica de Júlia, o que combinava com jeito espontâneo da personagem.
 

 

O Cavaleiro das Trevas 

 
No roteiro, o Coringa (Heath Ledger) deveria caminhar pela rua, enquanto a explosão no hospital começava, entrar no ônibus escolar durante a pausa programada e ônibus deveria partir depois que explosão tivesse terminado. No entanto, Ledger parou de andar durante a pausa e num momento de improviso começou a remexer o detonador numa das atitudes “mais Coringa” do personagem nesse filme.

 

O Fugitivo 

 
No confronto entre Richard Kimble (Harrison Ford) e o agente Samuel Gerard (Tommy Lee Jones), Kimble se defende dizendo: “Eu não matei minha esposa!”,  Gerard, apenas responde: “Eu não ligo”. A fala de Jones não fazia parte do script, mas deixava claro que não importava se Kimble era culpado ou não,  Gerard continuaria perseguindo-o, pois esse era seu trabalho
 

 

Laranja Mecânica 

 
Stanley Kubrick filmou a cena do estupro  diversas vezes, sem conseguir ficar satisfeito,  até ele dizer para que Malcom McDowell simplesmente fizesse qualquer coisa que lhe viesse à cabeça. McDowell decidiu cantarolar “Singing in the rain”,  Kubrick gostou e teve que correr atrás dos direitos para usar a música.
 

 

Taxi Driver

 
O roteiro dizia apenas: “Travis fala com ele mesmo pelo espelho”,  mas não havia um diálogo específico. Ou seja a icônica frase “Tá falando comigo?”, foi improvisada por Robert De Niro
 

 

Os Suspeitos 

 
O roteirista Christopher McQuarrie escreveu apenas uma fala para essa cena: “Me dê as chaves, seu maldito boqueteiro!” e deixou que os atores falassem da maneira que quisessem. McQuarrie também era o policial que pedia que os suspeitos fossem a frente e falassem a frase, mas quando ele pede que Benicio Del Toro fale em inglês, a reação do ator é improvisada. E, aliás, dá para ver que as risadas dos outros atores é algo espontâneo
 

 

O Silêncio dos Inocentes 

 
O famoso som sibilante feito pelo Dr. Hannibal Lecter (Anthony Hopkins) durante uma conversa com Clarice Starling (Jodie Foster) não estavam no roteiro original. Provavelmente foi apenas uma brincadeira de Hopkins para assustar a Foster, mas acabou mantida na edição final.
 

 

Os Selvagens da Noite 

 
No roteiro  Luther (David Patrick Kelly), líder da uma gangue Rogues, provoca os rivais, os “Warriors”,  porém a famosa frase “Warriors, venham aqui brincar!” foi improvisada pelo ator
 

 

O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel

 
Na luta de Aragorn contra Lurtz, o Uruk-Hai, que mata Boromir (Sean Bean), arremessa uma uma adaga que deveria acertar em uma árvore, mas, com a mobilidade prejudicada pelas próteses usadas,  o dublê errou o arremesso que foi na direção de Viggo Mortensen, que conseguiu desviá-la com a espada.


 

Os caçadores da Arca Perdida 

 
Enquanto ia atrás de Marion (Karen Ellen), logo após ela ter sido raptada,  Indiana Jones (Harrison Ford) se depara com um vilão fazendo malabarismos com uma espada gigante e o desafiando para um duelo. Sem pensar duas vezes, Indie  dá um tiro no sujeito. Pois bem, no roteiro original era para Indiana Jones ter entrado num longo duelo de espadas com o vilão, mas no dia anterior à gravação Ford teve uma intoxicação alimentar e não tinha condições de fazer uma cena assim.
 

 

Guerra nas Estrelas: O Império Contra Ataca 

 
Quando a Princesa Leia (Carrie Fisher) revela seu amor a Han Solo (Harrison Ford), ele responde “Eu sei”. No roteiro estava “Eu também te amo”, mas Ford decidiu que o cínico personagem, não diria algo tão normal.
 

 

Casablanca 

 
A famosa frase dita por Humphrey Bogart a Ingrid Bergman, não estava no roteiro original. Dizem que Bogart, enquanto ensinava Bergman a jogar pôquer entre as gravações dizia a frase “Estou de olho em você, garota”, que acabou entrando no filme.
 

 

Nascido para Matar 

 
Para começar, R. Lee Ermey nem estava escalado para fazer o papel do sargento Hartman, mas, após enviar um vídeo dele mesmo proferindo insultos para um grupo de Mariners durante 15 minutos, Kubrick o escalou imediatamente. Ermey escreveu cerca 150 páginas de insultos e estima-se que 50% dos diálogos do personagem foram improvisados por ele, que é sargento reformado do Fuzileiros Navais dos EUA.
 

 

Quero ser John Malkovich 

 
Logo após John Malkovich conhecer Craig (John Cusack), ele vagueia pelo acostamento. Daí surge um carro com um cara pendurado na janela. O homem joga uma lata, acertando-o na cabeça, enquanto grita “Malkovich! Pensa rápido!”. A lata não estava no roteiro, mas um figurante bêbado achou uma boa ideia. Como a sequencia combinava com o  momento de frustração do personagem, Spike Jonze deixou passar.
 

 

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa 

 
Alvy Singer (Woody Allen),  está numa festa, quando seu amigo lhe passa para ele cocaína. O espirro não estava no roteiro.
 

 

O Iluminado 

 
Wendy (Shelley Duval) e seu filho Danny (Danny Lloyd) se escondem de Jack Torrence (Jack Nicholson), num banheiro de hotel. Quando Jack começa a destruir a porta com um machado e coloca a cara no rombo da porta, ele solta a frase do apresentador Ed McMahon no programa Tonight Show:“Aqui está o Johnny!”. Essa frase não estava no roteiro criado por Kubrick.
 

 

Birdman

 
Em determinado momento, quando Michael Keaton se encontra no topo de um prédio, um mulher grita: “Isso é real ou é para um filme?”, Keaton responde: “Um filme”, a mulher, então conclui: “vocês são cheio de merda!”. Nem a mulher, nem o diálogo estavam no roteiro. Em 1:46 do vídeo:
 

 

Cães de Aluguel

 
O roteiro de Quentin Tarantino dizia apenas que Mr. Blonde (Michael Madsen) torturaria o policial Nash (Kirk Baltz), cortando sua orelha. Tudo mais é improvisação:
 

 

Tubarão 

 
Enquanto o chefe de polícia Brody (Roy Scheider) navegava na tentativa de atrair o  tubarão, ele teve a noção exata do quão grande o bicho era na verdade. Atordoado, ele fala ao Capitão Quint (Robert Shaw) : “Você vai precisar de um barco maior”. Outra frase famosa que não estava no roteiro.
 

 

Robocop

 
Essa, pode-se dizer que é um meio improviso. Quando Clarence Boddicker (Kurtwood Smith) é levado para polícia, após tomar uma surra do RoboCop (Peter Weller), Boddicker cospe uma bolha se sangue em cima dos papéis do sargento, seguido de “Me dê minha maldita ligação!”. Smith e o diretor Paul Verhoven haviam planejado esse improviso, mas não informaram aos outros atores em cena, assim, o nojo e surpresa são verdadeiros.
 

 

Dr. Fantástico

 
A cena que Peter Sellers, até então confinado a uma cadeira de rodas, se levanta da cadeira e diz “Mein Fuhrer, eu posso andar!” também não estava no roteiro.
 

 

 

Perdidos na Noite 

 
Jon Voight e Dustin Hoffman atravessavam uma rua em Nova Iorque, quando um motorista de táxi real resolveu ignorar todos os avisos de “Rua fechada” para a filmagem e invade a cena, quase atropelando Hoffman, que mesmo assim, não saiu do personagem. O que aprendemos com isso? Hoffman é gênio e a má fama dos taxistas novaiorquinos, bem, não é só má fama.
 

 

O Poderoso Chefão 

 
Vito Corleone (Marlon Brando) brinca com um gatinho, enquanto dá ordens, à frente da poderosa família de mafiosos. O animal não estava no script. Dizem que Brando, apaixonado pelos bichanos, encontrou-o perambulando nas imediações do set e o gatinho não saia mais do seu colo.
 

 

Blade Runner 

 
Rick Deckard (Harrison Ford) tenta destruir o replicante conhecido como Roy Batty (Rutger Hauer), mas se encontra numa posição bem desfavorável. Nos momentos finais, Roy surpreende e realiza um ato de misericórdia, salvando o caçador Dackard. Antes de morrer, Roy profere um pequeno monologo que está no roteiro, exceto pela frase, que ser tornou uma das mais famosas do cinema, criada por Rutger Hauer: “Estes momentos ficarão perdidas no tempo, como lágrimas na chuva”
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *