Espalhe!
Eu tenho gostos peculiares, você não entenderia. Demorô, mas finalmente um usuário do Vocetubo transformou o tal Mr. Grey do pornô da vovó, que tá arrombando nas bilheterias, no Bruce Wayne dos filmes do Nolan:
Ficou foda.
 
Não vi Cinquenta Tons de Cinza, porque tenho medo de ser flagrado pelo pessoal do G1, mas a Dri conferiu a bagaça especialmente pro próximo Radiocast, onde falaremos de “sésso”.

5 thoughts on “50 Tons de Wayne

  1. Hahahahaha, muito bom! É a paródia sadomasô mais engraçada que já vi, desde uma história nos anos 80 na qual Clark Kent era masoquista e ficava pedindo pra Lois Lane esfregar Kriptonita em seu joanete! 8)

  2. Aaaaah, seria mais divertido se o filme fosse do Jean-Luc Godard. Imaginem um “Pedro Prado” existencialista, tecendo teias de traumas, recalques e frustrações e fazendo uma road trip pelos prédios de Nova Iorque citando poesias de Jean Paul Sartre, sempre filmado em contra plongè. Delícia. 8)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *