Antena Ligada – Baby Budas

Espalhe!

Antena Ligada está de volta com uma banda gaúcha de som psicodélico

Olá, está de volta o Antena Ligada. Ele nunca havia ido embora de fato, mas andei enrolado e faz tempo que não posto nada.

Para quem não conhece o Antena Ligada é a parte do CPR onde falamos de artistas e bandas novas e independentes que ouvimos por aí. No post de hoje trazemos Baby Budas, banda gaucha que faz um som muito maneiro, carregado de psicodelia.

Estava devendo o post sobre o Baby Budas há tempos, então antes tarde do que nunca. Eles lançaram no ano passado o álbum “Baby Budas no Jardim de Infância” , que resultou no videoclipe da faixa “Pardais“.

Um pouco sobre a Baby Budas

A banda foi criada em 2014 e é composta por Henrique Bordini no baixo e voz, Henrique Cardoni que manda no teclado, violão e voz, Bruno Ruffier na guitarra e voz, além de Humberto Mohr na bateria.

O nome da banda tem um sentido que o próprio grupo apresenta: “Nada mais kitsch, mundano e pop que a palavra “Baby”. Baby é a quebra dos valores elevados. “Buda”, por outro lado, é o sagrado, cuja transcendência e iluminação todos desejamos.”  Então dessa fusão chamada pela crítica musical de “psicodelia sulista atualizada” nasce o “Baby Budas”.

Brega psicodélico

O que mais me surpreendeu no som do Baby Budas  é exatamente essa  irreverência do brega, já presente no rock também,  mas ao mesmo tempo com muito virtuosismo e psicodelia que ao ouvirmos remonta mesmo a algo divino, como uma viagem fora da Terra. O fechamento do disco com “Pardais” e logo depois “Aloha Marciano” e um Bônus Traque, “Love Divine” com a cantora Randa Khamis da banda “Randa and the Soul Kingdom” é sensacional, uma viagem sonora, quis repeteco assim que ouvi.

Assim, Baby Budas vem direto de Porto Alegre cantar sobre o cotidiano misturando Beatles com Rockabilly, Kraut Rock e Brega. O álbum “Baby Budas no Jardim de Infância” foi produzido por Pedro Petracco (Cartolas e Ian Ramil) e teve lançamento em formato fanzine pelo 180 Selo Fonográfico. O interessante é que o álbum nasceu em festas universitárias lá pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e festas de rua, a banda gravou o primeiro disco após já ter essas experiências acumuladas.

Conferiremos agora o clipe de “Pardais” também lançado ano passado. O vídeo foi produzido e dirigido por Fábio Alt, com edição e finalização de Leonardo Stein, fotógrafos de Porto Alegre. O vídeo em maior parte foi feito em stop motion, aquela técnica de animação quadro a quadro, foram utilizadas em torno de 7 mil fotografias.

Como vimos o videoclipe ficou muito bem feito. O diretor Fábio Alt contou sobre o trabalho realizado na Lagoa Bacopari, Mostardas (RS).“Fomos para a Lagoa Bacopari sem roteiro, sem planejamento, mas com muita vontade de inventar. As primeiras imagens trouxeram ideias para as próximas ações e assim fizemos as pequenas e aleatórias esquetes, com imagens da natureza local. Após edição e finalização pelas mãos mágicas do Leonardo Stein, o resultado foi um conteúdo coeso”.

Esse foi o primeiro single do álbum e depois do lançamento, a Baby Budas já passou com mini-turnê por Santa Catarina, e pelo Fête de la Musique, organizado pela Aliança Francesa de Porto Alegre, como banda convidada, também conquistou  o Edital Permanente de Música da Casa de Cultura Mario Quintana para apresentação no famoso e importante espaço cultural de Porto Alegre.

Fonte: Gabriela Belnhak e Baby Budas.

A Baby Budas esteve também no Radar TVE

Para conhecer melhor a Baby Budas acesse o site e adquira o álbum Baby Budas no Jardim de Infânciahttps://babybudas.bandcamp.com/

Se Inscreva no Canal do Youtube

Curta no Facebook.

Então, com “Baby Budas” tivemos o primeiro “Antena Ligada” do ano e começamos muito bem!

Sucesso para  a banda!


Espalhe!

Dre Tinoco

Geográfo, viaja tanto que quase não tem tempo para escrever nessa josta. Mas, sempre dá um jeito de ver as postagens com a Natalie Portman

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *