Cine Tranqueira- Class of Nuke ‘Em High

Espalhe!

Direção: Richard W. Haines, Lloyd Kaufman

Elenco: Janelle Brady, Gil Brenton, Robert Prichard, Théo Cohan, Gary Schneider, Brad Dunker, Lauren Heather McMahon

EUA, 1986

Class of Nuke ‘Em High é o outro grande clássico cult da Troma (junto com o mais famoso O Vingador Tóxico). Também conhecido como Atomic High School, Class repete aquela receita que deu certo em Toxic Avenger: humor besteirol/bizarro e muito gore, sem esquecer de umas criticas ácidas a sociedade da época, que virariam marca registrada da produtora independente que segue firme até os dias de hoje.

O colégio de Tromaville é localizado próximo a uma usina nuclear. Óbvio que vazamentos radioativos vão atingir o prédio da escola e afetar os estudantes, de diferentes modos. Como se não bastasse, tem a gangue Cretinos para piorar a situação. Os punks, que parecem saídos de uma das cópias barateiras de Mad Max, vendem baseados feitos com a maconha encontrada nos arredores da usina aos estudantes, que sofrem efeitos colaterais após fumar o cigarrinho radioativo. Enquanto isso, os responsáveis pela usina tentam esconder o problema, que vai crescendo até atingir, literalmente, proporções monstruosas.

Class of Nuke ridiculariza o tempo todo a falta de segurança das usinas nucleares, com seus funcionários ineptos ou que simplesmente não estão nem aí para o bem estar da população. Também não falta graça com a apatia dos estudantes. Class of Nuke não chega a superar O Vingador Tóxico, mas diverte com seu clima de desenho animado amalucado, atuações exageradas, tipos caricaturais e grotescos, bonitinhas oitentistas, muita gosma verde e uma trilha sonora repetitiva com músicas que poderiam tocar em qualquer festa trash 80 dessas que tem (ou tinham por aí).

Seguindo o exemplo de Toxic Avenger, Class of Nuke teve continuações: Class of Nuke ‘Em High 2: Subhumanoid Meltdown (1991), Class of Nuke ‘Em High 3: The Good, the Bad and the Subhumanoid (1994) e Return to Nuke ‘Em High Volume 1 (2014). O Volume 2 tem previsão de lançamento ainda para 2017. Assim como O Vingador Tóxico, Class of Nuke também é candidato a ganhar um remake por outros estúdios em Hollywood. Hum…

Recomendado obviamente para quem tem bastante senso de humor e curte esse tipo de produção, completamente amalucada e propositalmente tosca.

Para encerrar, as duas músicas da trilha que dificilmente vão sair da sua cabeça ao fim da projeção:

Isso é muito anos 80


Espalhe!

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *