Cinema no Aconchego do Lar – Iga no Kabamaru

Compartilhe:

Direção: Norifumi Suzuki

Elenco: Hikaru Kurosaki, Hiroyuki Sanada, Etsuko Shihomi, Naomi Morinaga, Kenji Ohba, Junya Takagi, Daigaku Sekine, Sonny Chiba

Japão, 1983

Dois anos antes de Jaspion (melhor tokusatsu de todos e quem não gosta, bom sujeito não é) estrear no Japão, Hikaru (Seiki) Kurosaki, interprete do herói exibido pela saudosa Rede Manchete, estrelou um filme que reúne uma penca de figurinhas fáceis nas séries da Toei Company naquela época. Well, acho que todo mundo sabe que eu realmente amo (porra, isso é muito cafona) a série do investigador de monstros e fazia tempo que procurava por essa produção. Enfim, achei e conferi a obra alguns dias atrás.

Iga no Kabamaru (ou Igano Kabamaru ou ainda Iga-no Kabamaru internet afora) é a versão live action do mangá de mesmo nome (que também tem um anime). Kabamaru é um jovem ninja que mora no mato, onde é treinado por seu avô. Quando o mestre estica as canelas, o rapaz não perde tempo e vai para a cidade grande. Ele se instala na mansão de um antigo caso do velho, que é dona de um colégio. Esse ninja do barulho vai aprontar altas confusões, culminando com sua participação numa competição entre escolas.

O elenco do filme é repleto de ícones do tokusatsu oitentista. Além do Jaspion protagonizando, ainda temos o mito Kenji Ohba (o Gavan) e a deusa Naomi Morinaga (Annie em Shaider e Helen em Spielvan) coadjuvando. Ohba vive o líder dos alunos da escola rival e Morinaga uma das estudantes do colégio do Kabamaru. Daigaku Sekine (Zampa de Jaspion) também aparece como um estudante. Temos ainda Hiroshi Watari (Sharivan, Spielvan) E Junichi Haruta (o Macgaren de Jaspion) fazendo uma rápida ponta logo no início.

Completando o elenco principal ainda há Hiroyuki Sanada (que mais tarde apareceria em várias produções americanas como O Último Samurai, 47 Ronins, Wolverine: Imortal…) e a gracinha Etsuko Shihomi. O grande Sonny Chiba também marca presença. Astro de vários filmes de artes marciais e fundador do JAC (escola de dublês responsável pelas cenas de ação de vários filmes e tokusatsus dos anos 70/80), ele foi pai do Gavan na série exibida pela Globo e é mais conhecido pelos fãs do Tarantino como o Hattori Hanzo de Kill Bill Vol.1 (que também tem o Ohba, como seu ajudante).

Ao assistir Iga no Kabamaru, tenha em mente que se trata de uma adaptação de mangá /anime. O diretor Suzuki é extremamente fiel a linguagem do material original e não abre mão de usar toda sua estética e narrativa, recriando um mundo singular e cheio de exageros, com, por exemplo, Sanada interpretando um pré-Kurama (Yu Yu Hakusho) e Kurosaki vivendo um personagem com apetite voraz idêntico ao do Pica-Pau participando de uma competição onde, entre outras modalidades bizarras, tem de se empanturrar. Iga no Kabamaru está cheio daquele humor tipicamente japonês, com alguns momentos wtf.

No geral, o filme diverte e o elenco está bacana, bem à vontade, com destaque para Kurosaki no modo Jaspion do início da série e Sanada roubando a cena como o andrógino perfeitinho.

É um filme imperdível não só para quem cresceu assistindo tokusatsu na época da Manchete, mas também pra quem aprecia mangás/animes de comédia. Vale a conferida.

Perderam a chance de lançar esse filme por aqui quando Jaspion vendia de tudo.

The following two tabs change content below.

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Latest posts by Marc Tinoco (see all)

Compartilhe: