Cinema no Aconchego do Lar: Spring Breakers – Garotas Perigosas

Espalhe!

Estava aqui limpando meu Google Drive e achei esse texto. O Marc tinha escrito o review de Spring Breakers e eu deixei para postar meu texto mais tarde e… esqueci!

( Spring Breakers )
Elenco: James Franco, Vanessa Hudgens, Selena Gomez, Rachel Korine, Ashley Benson.
Direção: Harmony Korine
EUA, 2012

Harmony Korine foi responsável pelo roteiro de Kids, de Larry Clark, entre outros projetos. Mais uma vez, em Spring Breakers, o diretor foca no universo dos jovens problemáticos, que vivem sem limites.

O filme acompanha quatro adolescentes: Faith, Candy, Brit e Cotty, que cresceram juntas e agora dividem um dormitório na faculdade. O quarteto, entediado com a sua rotina, decide procurar uma aventura. Para as férias de primavera, elas decidem ir à Flórida, mas, sem dinheiro suficiente, três delas roubam um restaurante para financiar a viagem. Nesse momento, vale ressaltar a habilidade do diretor para desenvolver essa ótima sequência em que Cotty circula o prédio com o carro, enquanto podemos ver Candy e Brit em ação, através das janelas do lugar. Faith não participa do roubo, mas, mesmo não gostando de saber da origem do dinheiro, aceita fazer a viagem.

Chegando ao seu destino, tudo parece um perfeito paraíso da curtição, mas elas acabam pegas pela policia em uma festa com drogas e bebidas. É nesse momento que surge Alien, um traficante que as tira da prisão.

Faith, interpretada por Selena Gomez, é como a consciência do grupo; ela é a única a demonstrar alguma noção de certo e errado. Logo no inicio do filme, ela é apresentada como frequentadora de uma Igreja, apesar de visivelmente aborrecida com a falta de emoção em sua vida.

Leia mais!  Review- Demolidor

Já as demais são apresentadas já em bebedeiras e confusões. Cotty, vivida por Rachel Korine,  é apenas irresponsável, já Candy, interpretada por  Vanessa Hudgens, e Brit, vivida por Ashley Benson, são praticamente gêmeas inconsequentes e até perigosas.

As quatro atrizes mostram que não tem medo de se arriscar em papéis polêmicos e entregam um bom trabalho, especialmente Hudgens. Mas é James Franco quem brilha mais, irreconhecível na pele do traficante Alien, tão fútil e inconsequente quanto às próprias adolescentes.

Vale destacar ainda a excelente fotografia, com a utilização das mais variadas cores para dar o tom apropriado das cenas, no decorrer do filme. Por exemplo, reparem como o rosa dos cabelos de Cotty começa vibrante, porém parece desbotado quando o filme se encaminha para o final e a personagem passa a  temer as consequências de suas ações e das atitudes das amigas.

Spring Breakers também é carregado de ironias. Temos as garotas aprontando, mas sempre telefonando para suas mães, para contar se estão bem. Apesar de suas ações, o comportamento delas é infantil. Ainda sobre os aspectos irônicos do filme, outra ótima cena: o traficante tocando a música Everytime, de Britney Spears, ao piano, com as moças dançando e cantando, enquanto seguram armas de fogo. Em outro momento, a narração em off fala de ser feliz e se autodescobrir, mas a sequencia mostra as moças invadindo a casa do traficante rival, atirando.

Para quem não sabe, Spring Breakers são as férias de primavera e as regiões com praias são os principais destinos de estudantes norte-americanas quando querem se divertir. As festas na praia e na piscina, com djs são conhecidas, assim como o fácil acesso a bebias alcoólicas e drogas. Por aí no Filmow e no Facebook, vi alguns comentários sobre como o filme glamouriza essas festas e uma vida de crimes. Eu não poderia discordar mais.

Leia mais!  Antena Ligada - Baby Budas

Logo no inicio, e também em outros momentos do filme, imagens dessas festas aparecem, em câmera lenta. São seios, nádegas, coxas e muita degradação. Embora em nenhum momento o filme caia no maniqueísmo e teça julgamentos óbvios e moralistas quanto ao comportamento dos jovens mostrados, é bastante clara a dura critica à superficialidade e ao consumismo de nossa sociedade atual, em que a maioria dos jovens parecem se preocupar apenas em se divertir e testar/ultrapassar limites.

Leia outras matérias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *