CPR Esteve Aqui: Renato Russo – O Musical

Compartilhe:

Na semana passada, foram completados 20 anos da morte de Renato Russo,e também reestreou o elogiado espetáculo Renato Russo – O Musical aqui no RJ, e eu finalmente fui conferi-lo.

Homenageando a vida e obra do vocalista da Legião Urbana, óbvio ululante, o monólogo musical retornou aos palcos com a equipe original. Temos novamente o ator Bruce Gomlevsky, consagrado no papel há 10 anos atrás, novamente na pele do protagonista. Em 2006, a peça ganhou o Prêmio Shell de melhor direção para Mauro Mendonça Filho. Essa foi a primeira que vez que assisti, acompanhando uma amiga que havia assistido a primeira montagem.

No palco, Bruce, apoiado pela excelente banda Arte Profana, interpreta 22 canções que marcaram a carreira de Renato Manfredini Jr., como Há Tempos, Eduardo e Mônica, Eu Sei, Vento no Litoral, Pais e Filhos, Índios, entre outras. A peça aborda a história de Renato desde a sua juventude em Brasília, até o sucesso da Legião e cada canção escolhida ilustra de forma certeira os momentos narrados.

E Renato Russo- O Musical é recheado de momentos emocionantes, como o que Renato recebe o diagnóstico positivo para o HIV, uma cena fantástica. Acompanhamos ainda quando ele fica sabendo, ainda adolescente, que sofre de uma doença óssea, quando descobre Sex Pistols, a formação de sua primeira banda, Aborto Elétrico, a fase como trovador solitário, e a criação da Legião Urbana. A atuação de Gomlevski, que interage com a plateia em vários momentos, é impressionante, tamanha entrega ao papel, nunca descambando para a caricatura (como aconteceu em um certo filme…). Emociona. Chorei feito um ninja silencioso

A peça fica em cartaz até 06 de novembro e a temporada atual, acredite, está sendo realizada sem patrocínio mesmo. É programa obrigatório para os admiradores do legado de Renato e da Legião.

The following two tabs change content below.

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Latest posts by Marc Tinoco (see all)

Compartilhe: