Guestpost: A Gamificação aliada à técnicas de ensino

Espalhe!

Guestpost oferecido pela Udemy 

Por: Sérgio Agudo*, Country Manager da Udemy para o Brasil

A gamificação é um tema cada vez mais abordado e explorado pelos usuários chegados no tema, mas em que consiste exatamente? A gamificação busca aliar os métodos usados nos videogames ao mundo educacional. Com este pensamento, disciplinas e tarefas a serem superadas são vistas como fases de um jogo, alcançando pontuação e até mesmo montando tabela para uma competição saudável entre os participantes (leia alunos).

Esse sistema de ensino se baseia na formação de indivíduos que produzem, brincando com as regras do mundo real, mas não é possível aplicar este método para todas as disciplinas. Por exemplo, História da Arte não tem uma aplicação imediata, já que não é possível construir um templo grego. Porém, as regras internas desse jogo não têm em mente uma produtividade imediata; conforme os pontos são obtidos e uma lógica é seguida, é possível avançar mesmo cometendo erros, buscando melhorar nas “fases” seguintes. Ou seja, não há preocupação ou tensão emocional por medo de errar e sofrer graves consequências. O jogo só acaba quando de fato chega ao fim.

A questão lógica de um jogo é construída por meio de uma narrativa, que agrupa as informações de forma simples e precisa. Uma história fictícia é bolada com enigmas pontuais que incorporam, ao mesmo tempo, os quesitos principais da habilidade ou disciplina que se pretende ensinar. O que está em foco é a proximidade dos alunos com conceitos, habilidades ou histórias para, assim, facilitar a introdução ao assunto mais profundo da disciplina e fazê-lo com um interesse maior.

Além disso, a apresentação desse tipo de rotina no processo de aprendizagem não é apenas uma forma de provocar interesse de maneira momentânea, mas também incentiva a continuidade do aprendizado. Quando os dados são recebidos de maneira impessoal e não são imediatamente aplicáveis, os alunos vêem isso como um procedimento que deve ser superado para ser aprovado nas provas ou exames, nada mais.

A gamificação, naturalmente, é um método que não substitui o ensino tradicional ou a figura de instrutores e professores, mas é um complemento que está fornecendo ótimos resultados. É, sem dúvida, uma boa maneira de abordar um conhecimento que queremos aprender sem ter que entrar totalmente em conteúdos que ainda não compreendemos e cuja dificuldade pode gerar apatia.

Essa técnica, além de já ter sido aplicada em escolas com bons resultados e ter revolucionado o aprendizado digital, também chamado de Educação a Distância (EaD) ou e-learning, deve chegar até a formação nas empresas. De fato, de acordo com um estudo da Udemy sobre treinamento no ambiente profissional, 3 dos 10 chefes de departamentos de treinamento planejam incorporar essa técnica em programas de treinamento para seus trabalhadores ao longo dos próximos anos. Você estará preparado?

Referências:

https://www.udemy.com/introducao-a-gamificacao-teoria-e-aplicacoes-praticas/

https://www.udemy.com/ensinando-com-jogos/

https://www.udemy.com/motivacao-atraves-de-jogos/

https://www.udemy.com/introducao-a-gamificacao/

*Sergio Agudo é o Country Manager da Udemy para o Brasil, maior marketplace global de ensino e aprendizagem, com mais de 80 mil cursos ministrados e 35 mil instrutores em mais de 50 idiomas. Ele e sua equipe são responsáveis ​​por trazer uma experiência única para estudantes e instrutores de língua portuguesa. Sergio tem desenvolvido o mercado brasileiro na Udemy desde 2015 e, antes disso, trabalhou na Visa, American Express e em startups nos EUA. Ele se formou em Administração de Empresas pela FGV-EAESP e obteve seu MBA na Thunderbird School of Global Management, nos Estados Unidos.


Espalhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *