HQMix vacilando

Compartilhe:
No dia em que a hashtag #AntiMachismoNerd ficou no topo dos TT’s Br, os organizadores do prêmio HQMix deram uma bela de uma mancada.
Será que a Renatinha autorizou o uso de sua imagem?
Os caras vinham com uma campanha nas redes sociais que já é toda tosca e não condiz de forma alguma com uma premiação que se intitula “O Oscar dos Quadrinhos”. Ela consiste basicamente em imagens como de uma bomba de chocolate ou fortões de academia acompanhadas da legenda “venha bombar!” em letras garrafais.
Eis que justamente ontem, quando rolava um debate acalorado sobre o mais que comprovado machismo no mundo nerd devido a um ótimo programa do Anticast sobre o assunto, os caras soltaram uma imagem com a ex-panicat Renata Molinaro de biquíni, com o traseiro virado para nossa cara, acompanhada da tal frase.
O anuncio, claro, foi retirado do ar, mas a Aninha Costa da Gibiteria deu um print pra confirmar o furo e chamou a atenção da organização do evento em um depoimento:

Prezados organizadores do Troféu HQMIX,
Por favor, parem.
A “campanha” de divulgação que vocês estão fazendo com o slogan “Venha bombar” é terrível. Não só pouco inspirada como, do ponto de vista da promoção do evento, mal-planejada e pouco eficiente. Fora que, mesmo a organização estando cheia de ilustradores, o visual está deplorável. Nada se relaciona com artes gráficas e HQs. Não vende a ideia de que o Troféu HQMIX é o mais importante prêmio de quadrinhos do Brasil. Muito pelo contrário: denigre a imagem da premiação e de sua organização. Recomendaria que vocês consultassem alguém com alguma experiência de marketing digital para orientá-los, porque postar trocentas imagens em seguida não vai trazer trocentos pageviews pra fanpage. Não funciona assim. Ainda mais com uma “sacada” e execução tão fracas. Considerando o número de curtidas nas imagens, suspeito que vocês tenham percebido a baixa receptividade do público em relação à “campanha”, né?
Agora, vocês realmente acham de bom tom, em um ano em que há tanta movimentação feminista dentro do universo dos quadrinhos brasileiros, e com tantas reivindicações sendo feitas pelas mulheres do nosso meio, fazer uma “peça” objetificando o corpo feminino desta forma?
Ai, gente. Por favor, parem.

O pessoal do grupo Mulheres em Quadrinhos publicou uma carta aberta para os organizadores do prêmio:

Carta aberta para a organização do Troféu HQMIX
Nessa quinta-feira, 3 de setembro de 2015, o Troféu HQMIX, considerado o “Oscar dos Quadrinhos e Humor Gráfico no Brasil”, publicou por meio de sua página oficial no Facebook (www.facebook.com/hqmix) uma série de imagens como convites para entrega do prêmio HQMIX 2015, que acontecerá no dia 12 de setembro. As imagens faziam referência à bomba que simboliza o logotipo do prêmio, todas acompanhadas do texto “Venha bombar!”. Entre as peças, foi publicada a foto da modelo Renata Molinaro de biquíni, que de costas exibe sua bunda para o espectador. A campanha ficou no ar das 10h00 às 14h30 do mesmo dia e as imagens foram deletadas após diversas manifestações contrárias à mesma, na página do evento, em perfis pessoais e em grupos de discussão.
Vivemos um momento em que o debate sobre a representação feminina no mundo do entretenimento alcança proporções globais e é um dos principais temas em evidência no cenário de quadrinhos independentes também no Brasil. Sejam motivados pela crítica de leitoras, jornalistas e quadrinistas, ou pelo bom senso, muitos sites, podcasts, editoras e eventos estão revendo e adaptando sua relação com o público, contemplando cada vez mais produções diversas. Por outro lado, o avanço do debate de gênero provoca respostas cada vez mais hostis e absurdas de uma parte conservadora e machista da cena e do mercado.

Nós quadrinistas, leitoras, jornalistas, grupos e entidades diversas que assinamos esta carta de repúdio, desejamos expressar nosso desconforto e indignação com a atitude do Troféu HQMIX. Utilizando-se da imagem não autorizada de uma modelo, em pose emblemática para a discussão da representação feminina nos quadrinhos, expressa que tanto não se sensibiliza às muitas articulações e críticas das mulheres quadrinistas e feministas, como reafirma seu poder e desejo em continuar naturalizando a representação compulsória de mulheres como objetos sexuais. Este episódio é ainda mais infeliz ao considerarmos que a modelo em questão demitiu-se de um programa de TV por sentir-se objetificada e humilhada, fato noticiado pela imprensa no início de 2015.
Os quadrinhos são um produto da cultura de massa e reproduzem discursos, sentidos, representações e valores da nossa sociedade. Há alguns anos, mulheres e pessoas diversas envolvidas na produção e consumo de histórias em quadrinhos lutam por mais espaço e representatividade. É inadmissível que um prêmio, que se propõe tão importante para o reconhecimento e valorização das HQs brasileiras, produza uma campanha desrespeitosa como essa, invisibilizando e ridicularizando a articulação das mulheres quadrinistas e outras agentes.

Aproveitamos para relembrar que o Trófeu HQMIX já havia sido recentemente criticado por reconhecer entre seus indicados do ano de 2015, apenas 13% de autoras, além de ignorarem iniciativas importantes para os quadrinhos brasileiros, como os eventos 1º Encontro Lady´s Comics e DesEnquadradas, a Zine XXX e o projeto Mulheres nos Quadrinhos. Seria esse o reflexo de ter apenas uma mulher no “Júri de Indicações” (segundo o site oficial www.hqmix.com.br)? O que nos parece, pela maneira como o evento vem lidando com as diversas manifestações, é que consideram os esforços, produções e falas das mulheres participantes da cena de quadrinhos, no mínimo irrelevantes, quando não dignas de retaliação.
Nós repudiamos absolutamente a atitude do Trófeu HQMIX, não aceitaremos que o universo dos quadrinhos permaneça restrito e hostil às mulheres, exigimos sermos tratadas com respeito e retratadas de forma mais inteligente e digna, lembradas e consideradas como agentes, produtoras e representantes importantes dessa linguagem. Exigimos que os produtores de eventos e prêmios, jornalistas, pesquisadores e autores de quadrinhos repensem suas atitudes discriminatórias e reconheçam as responsabilidades inerentes de se contar histórias.
Exigimos, por fim, uma retratação pública do Troféu HQMIX e a garantia de um comprometimento real com a promoção da igualdade e do respeito às mulheres.

Ana Luiza Koehler
Ana Recalde
Anna Mancini
Beatriz Blanco
Beatriz Lopes
Beatriz Perini
Cris Camargo
Cris Peter
Daniela Karasawa
Didi Helene
Emilio Baraçal
Fefê Torquato
Gabriela Borges
Jessica Daminelli
Jordana Andrade
Karina Goto
Lauro de Luna Larsen
Lovelove6
Lucas Ed
Luiza Meira
Montserrat Montse
Natalia Matos

Natalia Schiavon
Petra Leão
Rafael Rodrigues
Renata Gil
Renata Nolasco
Roberto Quirino
Sirlanney
Tais Koshino
Thaïs Gualberto
Aninha Costa – Gibiteria (www.gibiteria.com)
Carolina Ito – Salsicha em Conserva (https://www.facebook.com/salsichaemconservahq)
Collant sem Decote (http://www.collantsemdecote.com/)
Cuzcuz Literário (http://www.cuzcuzliterario.com.br/)
Editora Mino (https://www.facebook.com/editoramino)
Estídio Black Ink (https://www.facebook.com/BlackInk.Cursos)
Estúdio Complementares (https://www.facebook.com/estudiocomplementares)
Feira Dente (https://www.facebook.com/feira.dente)
FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos (http://www.fiqbh.com.br/)
Girl Gang – Coletivo (https://www.facebook.com/girlgangcoletivo)
Lady´s Comics (http://ladyscomics.com.br/)
Manifesto Irradiativo (https://manifestoirradiativo.wordpress.com/)
Mina de HQ (www.facebook.com/minadehq)

Minas Nerds (https://www.facebook.com/minasnerds)
Monotipia (http://www.editoramonotipia.com/)
Mulheres nos Quadrinhos (https://www.facebook.com/MulheresNosQuadrinhos)
Nada Errado (https://www.facebook.com/NadaErrado)
Renegados Cast (http://renegadoscast.com/)
Revista Farpa (https://www.facebook.com/revistafarpa)
Rio.on.comics (https://www.facebook.com/rio.on.comics)
Roberta AR (http://facadax.com/)
Studio Seasons (https://www.facebook.com/studioseasons)
Supernova Produções (https://www.facebook.com/supernovahq)
Tayla Nicoletti – Debaixo do Farol Quadrinhos (https://www.facebook.com/debaixodofarol)
Zine XXX (https://www.facebook.com/pages/Zine-XXX/497725700334932)

Chegou a noite e a página do HQMIX no Facebook resolveu responder a polêmica, sem qualquer pedido de desculpas, recorrendo ao “fomos mal interpretados” e a história de Nair de Teffé. Veja aqui.
Sim, pra eles os errados são os críticos da campanha.
Essa imagem da Panicat me lembrou até as propagandas da argamassa Vetex e da cooperativa habitacional Kerocasa, também com garotas de biquíni ou seminuas.
 Como levar a sério uma premiação de quadrinhos que publica um anuncio que mais parece das termas que tem aqui pelas redondezas?
O HQMix pisou feio na bola e mais ainda ao não reconhecer o erro. Provavelmente eu também já fiz alguma “piadinha” ou observação duvidosa sobre o sexo feminino. Me lembro, por exemplo, de que em minha formatura eu e um colega da Pedagogia (turmas com predomínio de mulheres), quando abordados pelos “repórteres” da organizadora do evento, fizemos uma mesma piadinha sobre TPM, em momentos diferentes da festa. Parece bobagem mas quando eu vi o vídeo me veio um certo pensamento: “porra, não pensou em nada melhor pra falar?”. 
 Para mim é importante reconhecer o erro. Hoje estou mais atento ao que escrevo e falo. Já diziam: errar é humano, insistir no erro é burrice. Não reconhecer o machismo só contribui para esse cenário desolador onde mulheres não podem debater tranquilamente sobre quadrinhos, jogos ou desenhos que amam em áreas de comentários ou fóruns porque acabam ameaçadas ou ridicularizadas pelos cuecas de plantão. Francamente, não quero estar do lado desses caras. Ser machista não é ser politicamente incorreto como pensam certos sites de “humor”. É só ser escroto mesmo.
The following two tabs change content below.

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Latest posts by Marc Tinoco (see all)

Compartilhe: