OSCAR 2016: OS VENCEDORES E O QUE ROLOU NA CERIMÔNIA

Compartilhe:

E o CPR acertou quase tudo no bolão (no RadioCast #78), porque somos OS ENTENDIDOS. Mentira, é que foi previsível mesmo. Mad Max rapou os Oscars técnicos e Spotlight, favorito do Diogo, ficou com o prêmio principal. Na real, a unica surpresa foi Ex Machina nos efeitos visuais, não que o filme não mereça, mas, como foi ignorado nas categorias principais, era mais esperado que Mad Max ou O Regresso ficassem com o prêmio.

Equipe de Spotlight

Já o Oscar de diretor ficou com Alejndro Gonzalez Iñarritu, vencedor pelo segunda vez consecutiva.

Ninguém mais vai aturar o ego do Iñarritu

Nos prêmios de atuações, só barbada. DiCaprio levou o Oscar de Melhor Ator, pondo fim ao Meme. O que é bom, não aguentava mais a galera reclamando todo ano. Brie Larson confirmou o favoritismo, assim como Alicia Vikander. No categoria ator coadjuvante, muita gente se surpreendeu com a vitória de Mark Rylance, mas no RadioCast já havíamos comentado que não achávamos o Stallone tão favorito assim e o Dré apontou que Rylance era candidato forte.

R.I.P. meme: DiCaprio finalmente faturou o seu
Brie Larson
Alicia Vikander é linda, talentosa, já tem um Oscar e namora o Michael Fassbender: não tá fácil prazinimiga
Rylance

Veja a lista completa dos vencedores:

Melhor Filme

Mad Max – Estrada da Fúria

O Regresso

O Quarto de Jack

Spotlight – Segredos Revelados

A Grande Aposta

Ponte dos Espiões

Brooklyn

Perdido em Marte

Melhor Diretor

George Miller – Mad Max: Estrada da Fúria

Alejandro G. Iñárritu – O Regresso

Tom McCarthy – Spotlight – Segredos Revelados

Adam McKay – A Grande Aposta

Lenny Abrahamson – O Quarto de Jack

Melhor Atriz

Cate Blanchett – Carol

Brie Larson – O Quarto de Jack

Saoirse Ronan – Brooklyn

Charlotte Rampling – 45 Anos

Jennifer Lawrence – Joy

Melhor Ator

Leonardo DiCaprio – O Regresso

Bryan Cranston – Trumbo

Michael Fassbender – Steve Jobs

Eddie Redmayne – A Garota Dinamarquesa

Matt Damon – Perdido em Marte

Melhor Ator Coadjuvante

Sylvester Stallone – Creed

Christian Bale – A Grande Aposta

Tom Hardy – O Regresso

Mark Ruffalo – Spotlight – Segredos Revelados

Mark Rylance – Ponte dos Espiões

Melhor Atriz Coadjuvante

Jennifer Jason Leigh – Os 8 Odiados

Rooney Mara – Carol

Rachel McAdams – Spotlight – Segredos Revelados

Alicia Vikander – A Garota Dinamarquesa

Kate Winslet – Steve Jobs

Melhor Roteiro Original

Matt Charman – Ponte dos Espiões

Alex Garland – Ex Machina

Peter Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley – Divertida Mente

Josh Singer, Tom McCarthy – Spotlight – Segredos Revelados

Jonathan Herman, Andrea Berloff – Straigh Outta Comptom

Melhor Roteiro Adaptado

Charles Randolph, Adam McKay – A Grande Aposta

Nick Hornby – Brooklyn

Phyllis Nagy – Carol

Drew Goddard – Perdido em Marte

Emma Donoghue – O Quarto de Jack

Melhor Animação

Anomalisa

Divertida Mente

Shaun, o Carneiro

O Menino e o Mundo

As Memórias de Marnie

Melhor Documentário em Curta-Metragem

Body Team 12

Chau, Beyond The Lines

Claude Lanzmann: Spectres Of The Shoah

A Girl In The River: The Price Of Forgiveness

Last Day Of Freedom

Melhor Documentário em Longa-Metragem

Amy

Cartel Land

O Peso do Silêncio

What Happened, Miss Simone?

Winter on Fire: Ukraine’s Fight fo Freedom

Melhor Longa Estrangeiro

Theeb – Jordânia

A War – Dinamarca

Mustang – França

Saul Fia (Son Of Saul) – Hungria

Embrace Of The Serpent – Colombia

Melhor Curta-Metragem

Ave Maria

Day One

Everything Will Be Okay (Alles Wird Gut)

Shok

Stutterer

Melhor Curta em Animação

Bear Story

Prologue

Os Heróis de Sanjay

We Can’t Live Without Cosmos

World of Tomorrow

Melhor Canção Original

Earned It – The Weeknd – Cinquenta Tons de Cinza

Manta Ray – J. Ralph & Anthony – Racing Extinction

Simple Song #3 – Sumi Jo- Youth

Writing’s On The Wall – Sam Smith – 007 Contra Spectre

Til It Happens To You – Lady Gaga e Diane Warren- The Hunting Ground

Melhor Fotografia

Carol

Mad Max: Estrada da Fúria

O Regresso

Sicario: Terra de Ninguém

Os 8 Odiados

Melhor Figurino

O Regresso

Carol

Cinderela

A Garota Dinamarquesa

Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor Maquiagem e Cabelo

The 100-Year-Old Man Who Climbed out The Window And Disappeared

Mad Max: Estrada da Fúria

O Regresso

Melhor Mixagem de Som

Ponte dos Espiões

Mad Max: Estrada da Fúria

Perdido em Marte

O Regresso

Star Wars – O Despertar da Força

Melhor Edição de Som

Sicario: Terra de Ninguém

Mad Max: Estrada da Fúria

Perdido em Marte

O Regresso

Star Wars – O Despertar da Força

Melhores Efeitos Visuais

Star Wars: O Despertar da Força

Mad Max: Estrada da Fúria

Perdido em Marte

Ex Machina

O Regresso

Melhor Design de Produção

Ponte dos Espiões

A Garota Dinamarquesa

Mad Max: Estrada da Fúria

Perdido em Marte

O Regresso

Melhor Montagem

A Grande Aposta

Mad Max: Estrada da Fúria

O Regresso

Spotlight – Segredos Revelados

Star Wars: O Despertar da Força

Melhor Trilha Sonora

Carter Burwell – Carol

Ennio Morricone – Os 8 Odiados

Jóhann Jóhannsson – Sicario: Terra de Ninguém

Thomas Newman – Ponte dos Espiões

John Williams – Star Wars: O Despertar da Força

Além do Oscar do Dicaprio, o ponto mais comentado da festa deve ter sido o discurso de Chris Rock. Ele deve ter decepcionado a galera que esperava algo contundente sobre a polêmica #OscarSoWhite. Como toda a cerimônia, sua fala inicial foi confusa, em cima do muro, atirando para todo lado. Por um lado, criticando o racismo, por outro passando pano na Academia e ridicularizando quem protestou boicotando a cerimônia. Rock deu umas cutucadas, como quando chamou o prêmio de White People Choice Awards, falou que para negros serem indicados teriam que criar categorias especiais, tipo, melhor amigo negro e também lembrou que aqueles diretores e produtores que ali estavam, muito inclusive membros da Academia, são os que negam oportunidades aos não-brancos, “apesar de serem as melhores pessoas do mundo brancos liberais”. Contudo, Rock deu ainda declarações bizarras que poderiam terem sido proferidos por alguns dos reaças do meu Facebook e me fizeram entender porque todo mundo odeia o Chris. Pra começar, ele diminuiu a luta por representatividade, afirmando que no passado nenhum dos atores falava nisso porque estavam preocupados lutando por coisas mais importantes, como a violência contra os negros. Primeiro, #OscarSoWhite não se trata só de negros, mas também de latinos e asiáticos. E representatividade importa sim, se ver em pessoas reconhecidas, personagens de destaque, gera empoderamento e ajuda a por fim em preconceitos. Sem falar que, ainda hoje, negros sofrem com a violência e uma luta não exclui outra, na realidade, são duas vertentes da mesma luta. Outra bobagem no discurso foi o ataque direto a quem boicotou a festa, principalmente Will Smith, usando, por exemplo, o alto cachê do mesmo para ironiza-lo. É a velha ideia que se você ganha bem, então tem que ficar de boca fechada, fingir que não vê o que está acontecendo e, de preferência, dar aquela lambidinha no cu dos patrões. Fora a óbvia tentativa de diminuir o protesto, como se fosse simples ressentimento de quem não ganhou uma indicação. Como se fosse pouco, Rock aproveitou para deslegitimar o #askhermore, que critica o fato de jornalistas só fazerem perguntas sobre roupas ao entrevistar as atrizes. Por fim, concluiu que nem tudo é racismo, nem tudo é machismo. Com isso, veja só, galera de é contra cota, diz que negro é vitimista, adoraram o discurso e como Rock “falou as verdades” e não é um negro “doutrinado pela esquerda”.

E esse era só o inicio da patética tentativa da academia de remediar a situação: vários apresentadores negros, piadinhas com a falta de diversidade… enfim, o assunto foi martelado inúmeras vezes, com o intuito de livrar a cara da Academia, tipo, “olha, não somos racistas, até deixamos esses negros participarem um pouco, eles não concorrem a nada, mas podem vir aqui fazer palhaçadas”. Outra participação infeliz do Chris Rock, além de sua piadas sem graça, foi em um vídeo apresentado durante a cerimônia, em que ele conversa com meia dúzia de negros na porta de um cinema; eles comentam que estavam chateados com a não indicação de não brancos por dois anos consecutivos, mas o vídeo se encerra com Rock perguntando que filmes do Oscar eles haviam assistido e qual era seu filme branco preferindo, com os entrevistados sem saber como responder. Ou seja, de maneira velada, a Academia está dizendo o mesmo que a absurda declaração dada por Jamie Foxx recentemente: “se negros querem ganhar prêmios, atuem melhor”. A velha tática de dizer que racista é quem aponta o racismo e ainda uma insinuação de que quem pede por prêmios para Straight Outta Compton ou Beasts of No Nation não assistiu aos indicados. Pra completar, teve piada com trabalho infantil, pênis pequeno de asiático e Sacha Baron Cohen vestido com Olivia Wilde meio que constrangida.

Sempre preferi o Chris Tucker

Outro momento nonsense foi quando vários convidados deixaram de aplaudir Jenny Beavan, vencedora de Melhor Figuro por Mad Max: Estrada da Fúria. para ficar com cara de cu e os risinhos (sem falar no Iñarritu de birrinha, com os braços cruzados), tudo porque ela foi a premiação de calça e jaqueta (uma homenagem ao filme de George Miller)

Veja as reações aqui:

https://t.co/03m9LSXs0p

Pois essa jaqueta foi a coisa mais foda que alguém vestiu nessa cerimônia

Fiquem com umas fotinhos:

We are the champions….
Arlequina e Coringa
Cate Branchett e Rooney Mara: Amiga de verdade, não deixa a outra tropeçar no vestidão
Dave Grohl na bela homenagens aos falecidos
Lady GaGa fez poderosa performance, mas perdeu para Sam Smitzzzzz
Jack e Rose
Kate reza: “Sai meme desse corpo que não te pertence”
A carinha do Leo vendo seu nome ser grafado na estatueta
Regina George trai o Aaron Samuels toda quinta na sala de projeção com Michael B. Jordan
O fofo Jacob Tremblay mostrando sua meia de Star Wars
se levanta para ver C3PO, R2D2 e BB8
com Abraham Attah
Vitória de Ennio Morriconne: um dos melhores momentos da noite
Michael Keaton comemora vitória de Spotlight

Mas, o melhor da noite foi o meme da Glória Pires perdidaça e seus comentários enriquecedores

The following two tabs change content below.

Dri Tinoco

Formada em Letras, apaixonada por Literatura e viciada em Cultura Pop. Tornou-se irremediavelmente fã de Jaspion aos 3 anos. Quando criança (e ainda hoje) preferia os filmes do Schwarzenegger a qualquer desenho da Disney e acha que o Viggo Mortensen também é lindo sem a caracterização de Aragorn

Latest posts by Dri Tinoco (see all)

Compartilhe: