Oscar 2017: La la Land é Escolhido Melhor Filme… NÃO, PÉRA, a Vitória é de Moonlight

Compartilhe:

A cerimonia do Oscar transcorreu, no geral, sem grandes surpresas, com piadinhas fracas do apresentador Jimmy Kimmel e os favoritos levando os esperados prêmios. Alguns dos poucos momentos dignos de nota, foram as homenagens a  Katherine Johnson, que teve sua história contada por Estrelas Além do Tempo e também homenagens a Se Meu Apartamento Falasse, De Volta Para o Futuro e As Pontes de Madison, com Charlize Theron, Seth Rogen e Javier Bardem explicando porque esses são, respectivamente, seus filmes preferidos

Janelle Monáe, Taraji P. Henson, Octavia Spencer e a Katherine Johnson real

 

Divas: Charlize Theron e Shirley MacLaine

 

Seth Rogen, Michael J. Fox e o DeLorean

 

Javier Bardem e Meryl Steep

Em outro momento, pessoas de diversos locais do mundo, entre artistas e anônimos, citavam seus filmes preferidos, incluindo Lázaro Ramo com O Poderoso Chefão e Seu Jorge com E.T.

E assim a festa seguia para o fim e também para a consagração do musical La La Land, que já tinha ganhado inclusive o Oscar de Melhor Diretor, mas eis que

Faye Dunaway e Warren Beatty,  eternos Bonnie e Clyde, subiram ao palco para anunciar o Melhor Filme do Ano. Na hora, Beatty pareceu meio perdido ou só de brincadeira mesmo,  mas ele mostra o conteúdo do envelope para Faye, que lê La La Land.

Quando os supostos vencedores já estão agradecendo, plot twist à moda Miss Universo: era o envelope errado! Era o de Melhor Atriz

A cara da Meryl me representou

Muita gente ficou sem entender, inclusive a própria Emma Stone, que disse que havia ficado com o envelope que trazia seu nome. O que ocorre é que no Oscar são dois envelopes: um para ser entregue aos vencedores, junto com a estatueta e outro, que é um backup utilizados pelos auditores para conferir se os prêmio foram entregues corretamente, e foi o que acabou sendo entregue no lugar do envelope de Melhor Filme.

Não vou negar que dei umas boas gargalhadas

E essa não foi a única gafe. Na homenagem aos profissionais do cinema falecidos, mostraram uma imagem da produtora Jan Chapman, no lugar da falecida designer Janet Patterson. Acho que vai ter gente perdendo o emprego…

Como eu já esperava a brancaiada ficou nervosa kkkk. Por aí na net, já vi vários comentários tentando diminuir Moonlight, dizendo que foi um Oscar pela crítica social e não pela qualidade do filme, que Moonlight será um filme esquecido, enquanto La La Land se tornará um clássico e blábláblá, porque sabem como é, quando branco ganha é por mérito, a cor não interessa, quando negro ganha, é cota. Normalmente, eu apenas ficaria contente por Moonlight, um filme do qual gostei bastante, e lamentaria o constrangimento da equipe de La La Land e também de Faye Dunaway e Warren Beatty, que são duas lendas do cinema e não mereciam passar por uma saia-justa dessas. Mas, pelos comentários racistas que citei,  o furo na organização do Oscar acabou sendo ironicamente divertido, com um filme feito por negros, sobre um negro pobre e gay,  tirando o prêmio, aos 45 do segundo tempo, do filme de brancos, sobre um branco que “salva” o Jazz.

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor Filme

A Chegada

Até o Último Homem

Estrelas Além do Tempo

Lion: Uma Jornada para Casa

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Um Limite Entre Nós

A Qualquer Custo

La La Land: Cantando Estações

Manchester à Beira-Mar

Melhor Diretor

Denis Villeneuve – A Chegada

Mel Gibson – Até o Último Homem

Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar

Barry Jenkins – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Atriz

Isabelle Huppert – Elle

Ruth Negga – Loving

Natalie Portman – Jackie

Emma Stone – La La Land: Cantando Estações

Meryl Streep – Florence: Quem é Essa Mulher?

Melhor Ator

Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar

Andrew Garfield – Até o Último Homem

Ryan Gosling – La La Land: Cantando Estações

Viggo Mortensen – Capitão Fantástico

Denzel Washington – Um Limite Entre Nós

Melhor Ator Coadjuvante

Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Jeff Bridges – A Qualquer Custo

Lucas Hedges – Manchester à Beira-Mar

Dev Patel – Lion: Uma Jornada para Casa

Michael Shannon – Animais Noturnos

Melhor Atriz Coadjuvante

Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Naomie Haris – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada para Casa

Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo

Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar

 Melhor Roteiro Original

Taylor Sheridan – A Qualquer Custo

Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou – The Lobster

Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar

Mike Mills – 20th Century Women

 Melhor Roteiro Adaptado

Eric Heisserer – A Chegada

August Wilson – Um Limite Entre Nós

Allison Schroeder e Theodore Melfi – Estrelas Além do Tempo

Luke Davis – Lion: Uma Jornada para Casa

Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor  Animação

Kubo e as Cordas Mágicas

Moana: Um Mar de Aventuras

Minha Vida de Abobrinha

A Tartaruga Vermelha

Zootopia: Essa Cidade é o Bicho

 Melhor Documentário em Curta-Metragem

Extremis

4.1 Miles

Joe’s Violin

Watani: My Homeland

Os Capacetes Brancos

Melhor Documentário em Longa-Metragem

Fogo no Mar

Eu Não Sou Seu Negro

Life, Animated

O.J.: Made in America

13ª Emenda

 Melhor Longa Estrangeiro

Terra de Minas (Dinamarca)

A Man Called Ove (Suécia)

O Apartamento (Irã)

Tanna (Austrália)

Toni Erdmann (Alemanha)

Melhor Curta-Metragem

Ennemis Intérieurs

La Femme et le TGV

Silent Nights

Sing

Timecode

Melhor Curta em Animação

Blind Vaysha

Borrewed Time

Pear Cider and Cigarettes

Pearl

Piper

Melhor Canção Original

“Audition (The Fools Who Dream)” | Música de Justin Hurwitz, canção de Benj Pasek e Justin Paul – La La Land: Cantando Estações

“Can’t Stop the Feeling” | Música e canção de Justin Timberlake, Max Martin e Karl Johan Schuster – Trolls

“City of Stars” | Música de Justin Hurwitz, canção de Benj Pasek e Justin Paul – La La Land: Cantando Estações

“The Empty Chair” | Música e canção de J. Ralph e Sting – Jim: The James Foley Story

“How Far I’ll Go” | Música e canção de Lin-Manuel Miranda – Moana: Um Mar de Aventuras

Melhor Fotografia

Bradford Young – A Chegada

Linus Sandgren – La La Land: Cantando Estações

Greig Fraser – Lion: Uma Jornada para Casa

James Laxton – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Rodrigo Prieto – Silêncio

Melhor Figurino

Joanna Johnston – Aliados

Colleen Atwood – Animais Fantásticos e Onde Habitam

Consolata Boyle – Florence: Quem é Essa Mulher?

Madeline Fontaine – Jackie

Mary Zophres – La La Land: Cantando Estações

Melhor Maquiagem e Cabelo

Eva Von Bahr e Love Larson – A Man Called Ove

Joel Harlow e Richard Alonzo – Star Trek: Sem Fronteiras

Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson – Esquadrão Suicida

Melhor Mixagem de Som

Bernard Gariépy Strobl e Claude La Haye – A Chegada

Kevin O’Connell, Andy Wright, Robert Mckenzie e Peter Grace – Até o Último Homem

Andy Nelson, Ai-Ling Lee e Steve A. Morrow – La La Land: Cantando Estações

David Parker, Christopher Scarabosio e Stuart Wilson – Rogue One: Uma História Star Wars

Greg P. Russell, Gary Summers, Jeffrey J. Haboush e Mac Ruth – 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

Melhor Edição de Som

Sylvain Bellemare – A Chegada

Wylie Stateman e Renée Tondelli – Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

Robert Mackenzie e Andy Wright – Até o Último Homem

Ai-Ling Lee e Mildred Iatrou Morgan – La La Land: Cantando Estações

Alan Robert Murray e Bub Asman – Sully: O Herói do Rio Hudson

Melhores Efeitos Visuais

Craig Hammack, Jason Snell, Jason Billington e Burt Dalton – Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

Stephane Ceretti, Richard Bluff, Vincent Cirelli e Paul Corbould – Doutor Estranho

Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon – Mogli: O Menino Lobo

Steve Emerson, Oliver Jones, Brian McLean e Brad Schiff – Kubo e as Cordas Mágicas

John Knoll, Mohen Leo, Hal Hickel e Neil Corbould – Rogue One: Uma História Star Wars

Melhor Design de Produção

Patrice Vermette (design de produção) e Paul Hotte (decoração de set) – A Chegada

Stuart Craig (design de produção) e Anna Pinnock (decoração de set) – Animais Fantásticos e Onde Habitam

Jess Gonchor (design de produção) e Nancy Haigh (decoração de set) – Ave, César!

David Wasco (design de produção) e Sandy Reynolds-Wasco (decoração de set) – La La Land: Cantando Estações

Guy Hendrix Dyas (design de produção) e Gene Serdena (decoração de set) – Passageiros

Melhor Montagem

Joe Walker – A Chegada

John Gilbert – Até o Último Homem

Jake Roberts – A Qualquer Custo

Tom Cross – La La Land: Cantando Estações

Nat Sanders e Joi McMillon – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Trilha Sonora

Mica Levi – Jackie

Justin Hurwitz – La La Land: Cantando Estações

Dustin O’Halloran e Hauschka – Lion: Uma Jornada para Casa

Nicholas Britell – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Thomas Newman – Passageiros

Confira o podcast com comentários sobre os indicado ao Oscar

The following two tabs change content below.

Dri Tinoco

Formada em Letras, apaixonada por Literatura e viciada em Cultura Pop. Tornou-se irremediavelmente fã de Jaspion aos 3 anos. Quando criança (e ainda hoje) preferia os filmes do Schwarzenegger a qualquer desenho da Disney e acha que o Viggo Mortensen também é lindo sem a caracterização de Aragorn

Latest posts by Dri Tinoco (see all)

Compartilhe: