Review – Maria Bacana: A Vida Boa Que Tem Os Dias Que Brincam Leves

Espalhe!

Recebi há algumas semanas o novo CD da Maria Bacana, banda oriunda de Salvador – BA, que o produziu após lançar um projeto de financiamento coletivo no Catarse, que divulgamos aqui.

“A Vida Boa Que Tem Os Dias Que Brincam Leves” dá nome ao álbum e é em parte o título de uma das 14 faixas. Esse é o segundo disco da Maria Bacana, o primeiro foi de 1997, e a banda na época fez vários shows, teve videoclipes veiculados na MTV, etc. mas, por vários motivos a banda acabou. A ideia agora foi uma reunião para comemorar vinte anos daquele trabalho, o que acabou  gerando um disco novo com musicas inéditas.

A banda mantém a qualidade e o estilo que tinham nos anos noventa, mas não soam como datados. Essa, alás, era uma grande preocupação da banda quando começaram os trabalhos para que o álbum saísse. Que não acabasse sendo simplesmente um retorno com sabor de requentado. A  banda formada por  André L. R. Mendes no vocal, violão e guitarras, Lelê Marins no vocal e baixo e Macello Medeiros na bateria e percussão traz letras bastante liricas, boas melodias  e guitarras com peso e distorção.

O disco já começa com uma balada rock de muita energia, “Volta”, sobre relacionamento. O amor de diversas formas é o tema de várias das letras, mas não o único. Há também musicas que refletem preocupação com o momento que o país vive e questões sociais como em “Ai de mim se não fosse você”, a faixa 12, na qual a banda faz referência a  “Teatro dos vampiros” da Legião Urbana.

Em faixas como “Ego e Poeira” e “Palmeiras ao vento” André Mendes aborda a importância do dia a dia comum de cada um de nós como contraponto a conjuntura maior que atropela nossas vidas. As  letras têm conteúdo e o som mostra uma evolução dos músicos ao longo desses 20 anos em riffs mais pesados e melodias bem construídas.  O álbum se encontra disponível para download no site oficial www.mariabacana.com e e está nas diversas plataformas de streaming.

“A Vida Boa Que Tem Os Dias Que Brincam Leves” foi gravado nos Estúdios WR e produzido por Apú Tude (ex-Úteros em Fúria).  Que esse novo disco dê fôlego para que a Maria Bacana continue por aí e venham novos trabalhos!

Para encerrar republicamos o vídeo clipe de “Palmeiras ao Vento”  gravado e editado por André L. R. Mendes.

 

 

 


Espalhe!

Dre Tinoco

Geográfo, viaja tanto que quase não tem tempo para escrever nessa josta. Mas, sempre dá um jeito de ver as postagens com a Natalie Portman