REVIEW- O ENCONTRO DO JIRAIYA COM OS NINJAS DA NOVA GERAÇÃO

Bem, como vocês devem tá sabendo, ou não, o Jiraiya fez uma participação especial no episódio 34 do seriado Shuriken Sentai Ninninger, exemplar atual da franquia Super Sentai (aquela mesma de Goggle V, Changeman, Flashman e Maskman), levado ao ar no último domingo.

Eu tô ficando velho, tô acabado, meu pinto não sobe mais…não tenho mais acompanhado esse tipo de produção, mas fiquei curioso em ver o velho ninja olimpíada de volta uma vez mais a ação, ainda mais com Takumi Tsutsui, o ator original, retornando ao papel de Toha Yamashi (sim, versão brasileira Álamo). Enfim, conferi qual é da parada e vos deixo aqui minhas impressões.

Bem, apesar dos anfitriões serem chatinhos para carvalho e eu não gostar mesmo do estilo tatibitate dos heróis atuais, o episódio vale pela nostalgia. A Toei caprichou nessa parte. Na trilha eles colocaram para tocar o tema de abertura e algumas músicas da trilha de fundo da série do ninja, e no episódio sobrou referências. Começou com o Jiraiya da clássica introdução da abertura da série oitentista atirando sua shuriken (ou estrelinha ninja) antes da abertura dos ninjinhas criados com leite de pera. No episódio ainda temos o incrível ninja deslizando pelo chão de um escritório, como na antiga abertura, uma participação da Espada Olímpica e uma menção ao Deus Jirai.

O episódio em si é bem bobão, com um sindicato de ninjas perseguindo os protagonistas porque as transformações do supergrupo estariam ferindo a ética dos ninjas e o monstro da semana obrigando os jovens a carregar os velhos nas costas com sua magia. Mas, tirando a parte em que Jiraiya fica na corcunda do líder vermelho, até que podemos dizer que ele sai ileso do episódio. A Toei conseguiu não mandar pro vinagre as boas lembranças do herói. As partes em que os novatos ficando babando o ovo dele são legais e no mais é ele quem salva o dia. Outros personagens da série clássica,como a família de Toha, sequer são citados, como era de se esperar, com exceção de alguns ninjas que aparecem em antigas fotinhos de divulgação num álbum de fotografias.

É isso. O episódio é marromenos, mas vale pelo Jiraiya.

As chances de uma nova série do ninja são mínimas assim como de um especial para cinema. O certo é que daqui a dois anos, ou menos, Jiraiya ganhará sua versão Power Ranger. Bem que a Saban podia escalar o Michael Dudikoff ou o Franco Nero pro papel, hein? 

E já pensou se o pessoal curte e a Saban agiliza aí com a Toei e compra a série de 88 para fazer uma versão?

A galera fica virada no Jiraiya, huahuahua.

 

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Você pode gostar...