Review- Space Squad – Gavan vs Dekaranger

Compartilhe:

Direção: Koichi Sakamoto
Elenco: Yuma Ishigaki, Ayumi Kinoshita, Mika Kikuchi, Mikie Hara, Kenji Ohba, Junichi Haruta (voz)
Japão, 2017


Enfim , depois de esperar um pouco pelas legendas pt-br para não estragar a experiência, assisti Space Squad: Gavan VS Dekaranger, que deixou os brasileirinhos eufóricos devido ao retorno de Macgaren, arquiinimigo daquele que virou sinônimo de herói japonês por aqui, Jaspion. O que achei? Lhes direi agora, com um ou três SPOILERS.


Numa boa sacada, a Toei juntou Gavan e Dekaranger. Em comum, eles são policiais do espaço, apesar de servirem a organizações diferentes (imagine algo como os Lanternas Verdes e a Tropa Nova coexistindo no mesmo universo). Ao final da aventura descobrimos que isso é só o começo. Sim, meus amigos, influenciada certamente pelo sucesso dos filmes da Marvel, a Toei resolveu criar seu próprio universo compartilhado, reunindo Super Sentais (esquadrões multicoloridos como Changeman e Flashman) e Metal Heroes (Jaspion, Jiraiya, Jiban…).


Vamos ao filme. No encalço do filho de Satã Goss, o Gavan da nova geração cai numa cilada e acaba tomando uma surra memorável. Para salvar sua parceira, raptada pelo vilão, o meganha do espaço se junta ao esquadrão Dekaranger. Acompanhado de uma nova (e mais gostosa) Benikiba, vilã da série do Jiraiya, Macgaren pretende sacrificar a parceira de Gavan para trazer de volta o seu pai, o Poderoso Satã Goss, vilão mais top já criado no tokusatsu (ou vai me dizer que é o Biolon do Jiban?).


Well, MacGaren está de volta, mas não é AQUELE Macgaren que conhecemos lá da série do Tarzan galático. Sua alma negra serve a um novo e misterioso senhor e reside agora na máscara, que é colocada no corpo de um mauricinho extremamente sádico/misógino.

 Os caras se esforçaram para ligar o novo Macgaren a cronologia de Jaspion e dos policiais do espaço, mas Benikiba parece não possuir ligação alguma com a clássica personagem de Jiraiya. Visualmente ela me lembrou mais as bruxas galáticas de Jaspion e até mesmo mencionam que ela já integrou a policia do espaço no passado.

Morra de inveja, Michael Bay

Para quem esperava uma negócio meio à bangu, a trama do filme até é bem ajeitadinha e o universo unificado convence. As cenas de luta também são muito boas, com aquele estilo característico do diretor Koichi Sakamoto com os heróis sangrando e tal. A química entre o novo Gavan e os integrantes do Dekaranger também funciona. Ainda tem a trilha sonora clássica de Gavan (de Chummei Watanabe) tocando a toda


O novo Macgaren é foda demais. Na verdade ele é tão poderoso que fiquei imaginando como o Gavan conseguiria vencê-lo no final. Fica evidente na conclusão que Sakamoto deve gostar muito desses personagens, com uma brilhante menção a Jaspion. Poizé, meus caros e minhas caras, Só Jaspion tira o Macgaren do corpo das pessoas!


Nem tudo é perfeito, claro. Os efeitos especiais à la Asylum depõe contra, assim como os alívios cômicos ruins (tem uma cena pós-crédito que você não precisa ver. Sério). A aparição de Satã Goss também é pra lá de decepcionante de tão rápida que é.


Agora é aguardar a primeira aventura do esquadrão espacial que vai reunir os metal heroes e os super sentai que tem alguma ligação com o espaço. Imagino que Gavan será algo como o Nick Fury da Toei. No final de Space Squad vemos alguns dos prováveis heróis que formarão esse grupo (alguns bem conhecidos da Geração Manchete, como Jaspion, Jiban, Jiraiya, Shaider, Sharivan e as meninas do Flashman).  Pra falar a verdade, eu nem traria o Jaspion de volta. Acho que ficou bom demais como foi feito aqui, mas vamos aguardar


Enfim, fico curioso para ver como isso vai funcionar. Tomara que Space Squad dê bem certo e esse encontro saia o mais rápido possível. Que Vingadores e Liga da Justiça o quê! Queremos o Space Squad.

The following two tabs change content below.

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Latest posts by Marc Tinoco (see all)

Compartilhe: