REVIEW: X-MEN – APOCALIPSE

Espalhe!

X-Men: Apocalypse
Direção: Bryan Singer
Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Oscar Isaac, Evan Peters, Sophie Turner, Tye Sheridan, Kodi Smit-McPhee, Ben Hardy, Alexandra Shipp, Olivia Munn, Rose Byrne,Lucas Till, Hugh Jackman.
EUA, 2016

poster x-men

Well, eu estava na maior preguiça de conferir esse X-Men novo do Bryan Cantor, mas eis que apareceu sessão sem 3D aqui nas redondezas e por motivos de Psylocke resolvi dar uma chance a obra.

magneto gif
TEM SPOILERS, CARAMBA!

O filme tem inicio no Antigo Egito quando En Sabah Nurpelado com a mão no bolso é traído por seus súditos e fica preso em seu tumbão até os anos 80.

Quando é despertado, ele começa a reunir seus quatro cavaleiros que não montam cavalos para criar um mundo governado pelos fortes. E ele realmente teria conseguido se não fosse por Charles Xavier e aqueles X-Men intrometidos.

Singer sua para tirar algo profundo desse aqui. A história soa forçada o tempo todo e aquelas costumeiras pausas dramáticas que ele adora dizem pouco e só quebram o ritmo da ação, com uma utilização excessiva de flashbacks. Peca bastante no desenvolvimento da trama e as cenas de ação são pouco imaginativas, como a batalha mental que fica apenas numa troca de sopapos entre Charles e Apocalipse pouca sombra, e o confronto final, que é um videogame em lugar nenhum, sem civis a volta. Sem tons de sépia pelo menos.

apocalipse mitica

Uma das falhas mais graves do novo filme é se centrar em situações e personagens que já conhecemos dos outros longas e não trabalhar de uma forma decente os novos personagens que surgem. Novamente perde-se tempo considerável com um novo drama para Magneto enquanto personagens como Tempestade, Anjo e Psylocke não passam de páginas em branco. Pelos trailers, eu pensei que a Katniss azul interpretada por Jennifer Lawrence fosse ser o maior problema do filme, mas não. Não tenho mais paciência mesmo é com esse Magneto chorão e aborrecido de Michael Fassbender, que havia funcionado tão bem em X-Men Primeira Classe, e as forçadas de barra do Singer para os espectadores simpatizarem com ele.

O Apocalipse de Oscar Isaac foi uma grande piada antes do lançamento do filme e é realmente um vilão bem merdão, digno de Power Rangers. Não funciona nem visualmente e nem como personagem. Nos quadrinhos, ele é um vilão bem típico, uma cópia mutante do Darkseid e Thanos. Singer tenta conferir uma profundidade a ele que não existe e falha miseravelmente. Apocalipse quer a sobrevivência do mais forte e ponto. É clichê, mas inventar demais só faz a coisa desandar, como quando Nolan colocou o Bane na friendzone em TDKR. Singer também tirou qualquer aspecto fodão do personagem, já prejudicado pela interpretação e a estatura de Isaac, na humilhante sequência de luta com Mercúrio.

Mercúrio, aliás, é, mais uma vez, o melhor personagem do filme. Temos uma sequência de força de aceleração mais longa, parecida com o filme anterior e ainda mais divertida. Pelo menos o velocista, conseguiram fazer melhor que a Marvel. Só não entendi motivo da embromação com a revelação de que Magneto é o seu pai, afinal fica claro que todo mundo já sabe, menos o Lensherr.

Gostei de Sophie Turner, como Jean Grey. Ela tem bem mais a ver com a personagem que Famke Janssen. Gostei também dos novos Ciclope e Tempestade, mas até aí morreu neves, uma vez que os anteriores eram péssimos. Noturno nos poupou dos papos religiosos dessa vez. O Fera é qualquer nota e Mística passa maior parte do filme transformada na Jennifer Lawrence. Rebecca Romjim sdds.

psylock gif

Agora, vamos ao que importa, Psylocke, Olivia Munn. Ela é realmente linda, o visual ficou bem quadrinhos, mas ela não tem muito o que fazer na bagaça. Apenas fica fazendo pose em todas as cenas… como se tivesse sido desenhada pelo Jim Lee, huahuahua. A boa notícia é que a personagem deve ir para os filmes do Deadpool (ou X-Force, sei lá) e ficar longe dos lenga-lengas de Singer.

Não me levem a mal. O cara fez um excelente trabalho nos primeiros filmes, mas já se vão 16 anos desde o primeirão. Ele não acerta uma desde o malfadado Superman Returns. O melhor filme dos X-Men feito recentemente foi apenas produzido por ele. Está na hora de deixar a franquia nas mãos de um novo diretor. Talvez chamar o Matthew Vaughn de volta.

Sim, não sou dos que fazem coro para os personagens voltarem para a Marvel. Não acho que eles façam falta por lá. Quarteto Fantástico e seus coadjuvantes fazem bem mais. Os X-Men sempre ficaram a parte nas grandes sagas. E se eles voltassem, provavelmente não teríamos filme dos Inumanos (e eu QUERO esse filme).

Bem, temos ainda a participação especial obrigatória do Wolverine, claro, e uma cena prós- crédito que indica que o vilão do próximo filme será o Sr. Sinistro. Provavelmente a bagaça será ambientada nos anos 90. Aqui pipocaram bem as referências aos anos 80 em citações, músicas, cabelos e vestimentas. No próximo provavelmente deve tocar Nirvana e eles devem ir assistir Jurassic Park.

Enfim, X-Men Apocalipse não é um filme ruim, mas poderia ser bem melhor. É melhor que BvS, até porque temos Olivia Munn em vez de Gal Gadot, huahuahua

A frase dita por Jean Grey ao término da sessão de O Retorno de Jedi resume bem a terceira parte dessa série túnel do tempo dos X-filmes.

OBS: e aquela cena final do Stryker no filme anterior? Seria ele um mutante com o poder de mudar a cor dos olhinhos? Huahuahua, porra Singer!

Algumas cenas ficaram de fora da versão dos cinemas. Esperarei para conferi-las na versão estendida


Espalhe!

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *