Top Listas- Piores Tokusatsus da Geração Manchete

Espalhe!

Faz tempo eu fiz meu Top Listas  com os melhores tokusatsus da geração Manchete. Demorei, mas resolvi fazer um com aquelas que, pra mim, foram as piores. Quase todas elas foram revistas recentemente, ou seja, nada de memória afetiva e muito senso critico.
 

5 – Jiban

 
 
Essa aqui é talvez meu guilty pleasure favorito quando se fala em tokusatsu. Inspirado no RoboCop, a trama é fraca e os vilões (a exceção de Madogarbo) são risíveis, mas gosto da primeira fase e tenho simpatia pelos personagens (o elenco é muito carismático) e pelos monstros, que são bem bolados. A segunda fase (pra mim começa ali pela entrada da Rainha Cosmos) é horrenda e mesmo a tão famosa Morte do Jiban não convence muito (porque ele continua num confronto desfavorável após salvar os reféns e por que suas máquinas não vem em seu auxilio?). Apesar disso tudo aí que escrevi, o policial de aço está perdoado e continua morando no meu coração (huahuahua)

4 – Solbrain

 
 
Apesar do visual foda, Solbrain é uma versão piorada de Winspector (que não vou dizer que foi ruim, mas também não foi tão bom assim). Protagonistas sem carisma, roteiros fracos, situações repetitivas, pouco respeito a ligação cronológica com a série anterior (onde estavam Hissae, Junko e aquele moleque chato ?). Até o encontro com o Winspector foi um lixo.

3 – Shaider

 
 
Disparada a pior série dos policiais do espaço. Não tem sequer aquelas famosas reviravoltas que costumam dar novo gás a essas produções na metade de suas exibições. Fica na mesma do início ao fim. A coisa simplesmente não evolui e os últimos episódios são sofríveis. 
 
Annie, interpretada por Naomi Morinaga, é o que vale nessa bagaça.

2- Kamen Rider Black Rx

 
 
Decepção das decepções quando esse aqui estreou. A continuação de Kamen Rider Black parece mais uma continuação de Machineman (que só não está aqui porque era claramente direcionada as crianças bem pequenas). Engana ali nos dois primeiros episódios e só. Aqui também começa a via-crúcis de Shadow Moon que volta para pagar um micaço. Os vilões são fracos e a turminha que acompanha Kotaro Issamu Minami é chata pra cacete. Nos episódios finais, os Riders das séries anteriores aparecem para dar uma forcinha na luta contra Crisis (um excelente nome para um império, não ?)…O que será que esses caras estavam fazendo quando Gorgom arrasou Tóquio em Kamen Rider Black ? Pra não dizer que é tudo muito ruim, a trilha sonora é bacana.

1-Patrine

 
 
Isso aqui é tão ruim que só vi um episódio. Dizem as más línguas que “inspirou” Sailor Moon…  O título original da bagaça é Bishoujo Kamen Poitrine. Meus caros, googlem Poitrine e deleitem-se.
Aliás, a Tamao Sato seria a atriz ideal para uma personagem com esse nome. Claro que, para deixar a experiência completa, o uniforme teria que ser decotado

Menção Honrosa  – Goggle V

 
 
Outro guilty pleasure meu. A trama (?) não faz sentido nenhum, os personagens não tem carisma ou personalidade (salvo o Goggle Black de Junichi Haruta que é fodão e a Miki Momozono de Megumi Ogawa que é lindinha) e os vilões são uma piada… Mas eu adoro Goggle V. É aquela parada que de tão ruim fica boa. E vale lembrar que Goggle V inspirou a câmera lenta/acelerada de Zack Snyder.

Espalhe!

Marc Tinoco

Um cara igual aquela série. Cheio de referências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *